quinta-feira, 25 de junho de 2015

Projeto MIAP




No mês de maio eu fui para a base missionaria do projeto MIAP (Missão Aliança Passos) em Foz do Iguaçu/Paraná, que fica localizada perto da tríplice fronteira. Junto com a família MIAP pude desenvolver trabalhos na aldeia Macá centro da Ciudad del este Paraguai, Aldeia Iguyjevete Argentina, apoiamos dois assentamentos de crianças que fica na Cuidad de Franco Paraguai, orfanato Hogar Betel No Remancito na Cuidad del Leste, Treinamento de evangelismo na igreja Assembléia Catedral da Família, lanche para 150 crianças da Igreja Metodista no Remansito e visita a um presídio de mulheres onde foram doados 150 sabonetes. Foi um tempo muito gratificante, pois aprendi que o evangelho é muito mais que palavras e sim serviço. Todo esse trabalho foi realizado graças a cooperação de vários amigos que ofertaram para que os mantimentos fossem comprados.
                                                           
HOFANATO HOGAR BETEL
 
 
IGREJA METODISTA NO PARAGUAI
 

 
TREINAMENTO DE EVANGELISMO
 
 


ASSENTAMENTO DE CRIANÇAS PARAGUAI
 
 





ALDEIA INDÍGENA NA ARGENTINA
 
 



ALDEIA MACÁ
 
 





 
                                                
                                                                              


segunda-feira, 22 de junho de 2015

O que é o Ministério Adote um Pastor (MAP)?




                     Caro (a) amigo (a),

O ministério Adote um Pastor existe para apoiar igrejas, estudantes de teologia e pastores, e auxiliá-los no crescimento e na compreensão da Palavra de Deus.  
Com a cooperação de mantenedores e apoiadores, podemos ajudá-los a participar de nossa conferência anual para pastores e líderes, e colaboramos para a formação de uma biblioteca teológica e devocional básica, que os ajudará na formação ministerial.
Como um ministério cristão, temos a consciência de que nosso progresso e realizações dependem da graça de Deus e de nossa humilde obediência em atender o chamado para edificar a igreja de Cristo, e cooperar com ele na obra do Reino.
O Ministério Fiel tem servido a igreja de fala portuguesa há décadas, tendo sua semente na vinda de meus pais ao Brasil, Pr. Ricardo e D. Pérola Denham, em 1952. Eles investiram a vida em um ousado projeto missionário e, pela fé, começaram esse ministério, que hoje oferece apoio e conteúdo bíblico ao povo de Deus em países de língua portuguesa como o Brasil, Portugal, Moçambique, Angola, Cabo Verde e outros.
Gostaríamos de convidá-lo para participar deste ministério e testemunhar como Deus tem operado nas vidas de centenas de líderes e pastores através do Ministério Fiel. Para isso, queremos encorajá-lo a orar e avaliar como você pode cooperar com este grande projeto, que é proclamar a glória de Deus às nações de língua portuguesa através do investimento em vidas de homens que trabalham na seara do Senhor.
Rick Denham III

Presidente do Ministério Fiel
 

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Ausência e a carência transformam-se em abundancia.

C Cristã Videira


João 6.1-15...

O texto trata de uma multiplicação de pães e peixes doados por uma criança que seguia Jesus em meio à multidão. A palavra VIDA aparece 47 vezes neste evangelho – A vida em abundância (Jo 10.10) é o horizonte de uma comunidade que tem como desafio diaconal inúmeros enfermos, cegos, coxos, paralíticos e pobre (5.1-9).
As declarações de Jesus como o PÃO DA VIDA (6.22-59) se dirigem às pessoas que tem carência de pão.
A ministração feita pelo pastor Israel sobre as Bodas de Caná indica que a família não tem vinho suficiente para festa de casamento (João 2) e que Maria, Jesus e seus discípulos foram convidados para esta festa, a mãe de Jesus percebe algo de errado, um problema - a falta de vinho (naquela época a falta de vinho em uma festa de casamento era desonrosa para família) → Mas ela como convidada percebe e leva a situação a Cristo.

Partindo deste principio vejo que na multiplicação dos pães e peixes foi resultado da percepção e da atitude de seus discípulos.

1. Atitude de Felipe → Impossibilidade humana. vs.5-7 → Este Pão que alimenta não está à venda. (200 denários corresponde ao salário de 200 dias trabalhado por um trabalhador comum do campo).

A temática gira em torno do pão. O pedido de pão e a auto declaração de Jesus como o pão da vida (v.35). É marcante a realidade de que há pouco pão e peixe para alimentar a multidão.

As expressões “danos sempre desse pão” (povo) e “jamais terão fome” (Jesus) indicam carência e escassez presentes numa comunidade e há promessa escatológica de não haver mais fome (v.35).

O milagre dos pães multiplicados reforça o aspecto da refeição como refeição coletiva e sagrada. “Alimentar-se não é, então, ato individual, mas comunitário, sob o olhar daquele que dá o pão. Na oração do Pai Nosso, o pedido pelo pão cotidiano é a segunda petição da oração, seguida do desejo de descanso.

2. Atitude de André → Possibilidade de Deus v.10.

André tem um papel crucial no relato, embora sua palavra e postura pareçam bastante tímidas. Ele vê uma possibilidade real de partilha no pouco. O que estava nas mãos da criança é indicado como oferta para saciar a fome de muitas pessoas.
Uma multidão se achegou a Jesus, seguindo-o, porque curava doentes (v. 2). Jesus distribuiu o pão a toda a multidão presente, que, faminta, é chamada a reclinar-se para a refeição (v. 10 e 11). Fazei o povo assentar-se, ou seja, descansar e esperar.

3. Atitude da criança → igreja.

A palavra pai-dárion (paida,rion) é um infinitivo, usada em relação a uma criança pequena, menina ou menino, ou escrava/escravo jovem → A criança ou jovem não tinha prerrogativa ou status social, econômico ou religioso. Ela é menor e menores não decidem nem determinam nada. Na linguagem de Filon ( filósofo), em seus tratados sobre o Decálogo e sobre as leis particulares, que representam o pensamento greco-romano vigente, fica evidente a posição que crianças e jovens ocupavam na sociedade. As pessoas maiores – pais e pessoas mais velhas – gozam de preeminência sobre as mais jovens. No tratado sobre as Leis particulares, Filon afirma que os pais pertencem à ordem superior, pois são pessoas maiores, instrutores, benfeitores, governantes e senhores, enquanto que as filhas e os filhos estão situados na ordem inferior (menores), pois são menor de idade, discípulos, beneficiados, subordinados e escravos (1Co 9.19).
No relato de João, a criança é colocada como paradigma e como a que tem os meios de fazer acontecer à partilha. Porém não lhe é dada voz ativa. A criança disponibiliza os recursos e os meios da partilha, participando do processo, mas não faz perguntas, não contesta. O que estava nas mãos da criança é indicado como oferta para saciar a fome de muitas pessoas.

Ao ler Mt 14.19 → Diz que a multiplicação é realizada através dos discípulos (ou seja, de sua igreja) e além de Deus trabalhar com a impossibilidade humana Ele faz sobrar 12 cestos de pães – v.20.

A partilha, em João (6), acontece a partir daquilo que a comunidade tem à disposição e não daquilo que é dado como uma concessão por alguém de fora. E, nesse caso, são cinco pães de cevada e dois peixes secos, que estão em posse de uma criança. A relação que se estabelece é de uma economia solidária. Pães de cevada são alimentos dos pobres, pois a cevada tem o valor de mercado menor que o trigo. Contudo, é o pão das primícias, já que a cevada é mais precoce em relação ao trigo (Lv 9.14; 23.17; Êx 23.19). Esse pão passa a ser o pão ritual (v.11).
Cristo é o pão que alimenta sua igreja – Jo 6: 33,35,48,51,58.

Jander Costa.
 
— em Av. Almirante Tamandaré, lt 16 - Piratininga - Niterói - RJ.

terça-feira, 20 de maio de 2014

O que é Prosperidade

 A palavra prosperidade é traduzida, na maioria das vezes no Antigo Testamento a partir da palavra "Shalom" que também é traduzida por - paz, integridade, bem estar, saúde, tranquilidade, contentamento e amizade. Se você conseguir agregar todos estes através de Cristo Jesus, considere uma pessoa prospera.


Amém.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013


Amados,


Estamos em Quillabamba, Selva de Cusco - Peru Peço que os amados redistribuam em suas listas este boletim e coloquem nos quadros de avisos das igrejas, para que possam ser mais pessoas orando e conhecendo meu caminhar. Conto com seu apoio e participação.


Na Graça e Paz do Nosso Senhor Jesus Cristo
Seu servo Missionário Jornalista Jose Eduardo


quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Missão Cristã

VAMOS EVANGELIZAR OS MÉDICOS CUBANOS?



Jander,

O Brasil tem sido abalado pela polêmica decisão do governo federal de trazer médicos cubanos para nossa nação. Entretanto, independente de sua opinião sobre o assunto, temos aqui a oportunidade de falar de Jesus para pessoas de uma nação onde a Igreja de Jesus sofre perseguição e forte oposição.

Acabei de escrever um artigo sobre este assunto e quero muito saber sua opinião: http://www.rubenscunha.org/2013/08/medicos/

Juntos anunciando Jesus,

Ev. Rubens Cunha

sábado, 17 de agosto de 2013